Notícias

 
Democratização da internet móvel já chegou no Brasil?

Democratização da internet móvel já chegou no Brasil?

Atualmente, o Brasil é um dos países com mais dispositivos móveis no mundo. Estamos entre os dez mais em número de smartphones com mais de 168 milhões de aparelhos. Porém, o acesso à internet móvel ainda é muito escasso e não atinge a todos.Nos últimos anos o smartphone superou o número de desktops, passando a ser o aparelho mais usados por crianças e adolescentes para acessar à internet. No segundo semestre de 2015, o CGI (Comitê Gestor da Internet), divulgou uma pesquisa mostrando que mais de 80% dos jovens acessam as redes por smartphones. Ao observarmos esses dados, conseguimos perceber um grande crescimento no acesso, já que em 2013 esse número de jovens era de 53%. Mesmo diante desse aumento, o número de pessoas ainda sem acesso nenhuma à internet é preocupante. No mundo todo, o setor de provimento de serviços de internet desempenha um papel muito importante para o… Leia mais...
Vendas de PCs caem 5,2% no segundo trimestre de 2016

Vendas de PCs caem 5,2% no segundo trimestre de 2016

O mercado de PCs segue em situação complicada. Dados do Gartner apontam queda de 5,2% nas vendas durante o segundo trimestre de 2016. Trata-se da sétima queda seguida nesse tipo de medição. Apesar de números nada animadores, analistas da consultoria afirmam que o mercado já mostra alguns sinais de melhora. No período, foram comercializados 64,3 milhões de PCs. Ao avaliar o mercado de maneira geral, analistas do Gartner sugerem que preços elevados em algumas regiões e a valorização do dólar em relação a algumas moedas têm contribuído para o cenário atual. No caso do preço, o maior impacto é sentido em EMEA, que envolve Europa, Oriente Médio e África, e América Latina. De todas as regiões pesquisadas, apenas América do Norte cresceu. No caso da América Latina, as instabilidades política e econômica prejudicam bastante. A expectativa do Gartner para a região é que as vendas de PCs caiam para menos… Leia mais...
56% das agências tiveram faturamento menor em 2015

56% das agências tiveram faturamento menor em 2015

Dados divulgados pela 12ª edição da Pesquisa Anual de Conjuntura Econômica do Turismo, realizada pelo Ministério do Turismo e pela Fundação Getúlio Vargas no período de janeiro a março deste ano, revelaram que 95% das agências de viagens consultadas consideraram o desempenho da economia brasileira, no ano passado, inferior ao de 2014, enquanto 5% julgaram-no equivalente. Nenhuma das empresas pesquisadas opinou ter tido performance superior. As empresas também informaram ter ocorrido expansão em somente 6% do mercado, inalterabilidade em 5% e retração em 89%. Maior faturamento no mesmo período foi detectado em 10% das agências de viagens, enquanto 34% acusaram estabilidade e 56%, decréscimo, resultando em um saldo de -46%, com variação média de -5%. Dentre as razões que justificam a redução do faturamento, foram mencionados o momento econômico desfavorável, o aumento dos custos operacionais e a redução do número de viagens corporativas. Constatou-se, ainda, aumento de preços para 16%… Leia mais...
Conexão de 100 Gb/s entre Brasil e Estados Unidos é ativada

Conexão de 100 Gb/s entre Brasil e Estados Unidos é ativada

Foram ativadas na última semana duas conexões de 100 Gb/s entre São Paulo e Miami (EUA), que ampliam a saída internacional da rede acadêmica brasileira, a Ipê. Os enlaces, que passam por cabos submarinos nos oceanos Atlântico e Pacífico, são mantidos pelo consórcio Amlight, que gerencia conexões entre Estados Unidos e América Latina para fins de ensino e pesquisa. Segundo o engenheiro de redes Jeronimo Bezerra, da Universidade Internacional da Flórida (FIU, em inglês), que participa do consórcio Amlight, outros seis links com a mesma capacidade entre Miami e a América Latina estão previstos para entrar em produção em 2017. Segundo a FIU, as conexões internacionais de 100 Gb/s estabelecem novos parâmetros em conectividade de alto desempenho nas Américas e possibilita oportunidades de colaboração científica. Uma das iniciativas beneficiadas será o projeto internacional de Astronomia Large Synoptic Survey Telescope (LSST), que conta com a participação de 50 pesquisadores brasileiros. O… Leia mais...
Como companhias aéreas estão abraçando mobilidade?

Como companhias aéreas estão abraçando mobilidade?

A mobilidade está mudando comportamentos e expectativas dos viajantes em todo o mundo, tornando momentos móveis o próximo campo de batalha para as companhias aéreas. Na avaliação de Xiaofeng Wang, analista sênior para o mercado de profissionais B2C da Forrester, ninguém é mais móvel do que um viajante de companhia aérea: desde a compra de um bilhete para gerir a experiência em trânsito e on-board para compartilhar essa experiência, a mobilidade é ponto de contato ativo em todo o ciclo de vida do cliente. “Mas e as companhias aérea, elas dominam todos esses momentos móveis?”, questiona a analista. A resposta é muitas vezes "não", responde. Afinal, ainda há momentos móveis que as companhias aéreas raramente cobrem, como monitoramento da bagagem. Abaixo, você encontra três áreas que ainda precisam ser cobertas pelas companhias aéreas. 1. A maioria das companhias aéreas se concentra em dominar momentos móveis nas fases de comprar e… Leia mais...
Segurança é fator que mais influencia estratégias de TI, indica estudo

Segurança é fator que mais influencia estratégias de TI, indica estudo

Segurança da informação exerce forte influencia sobre as estratégias de tecnologia da informação. Temas relativos à proteção são prioridade para 77% dos executivos que participaram de uma pesquisa recente realizada pela Extreme Networks. Consumerização (55%) e cloud (44) figuram no topo da lista. O contexto mapeado no estudo revela um desafios: os departamentos de TI precisam encontrar um equilíbrio entre a proteção e a oferta de uma infraestrutura flexível capaz de fornecer uma experiência de alta qualidade em negócios essenciais e aplicativos de menor prioridade. “Os resultados demonstram claramente que, para competir e impulsionar o crescimento, as empresas estão cada vez mais dependentes de conectividade generalizada e do engajamento contínuo – ambos gerados pelo aumento constante do número e da variedade de dispositivos conectados”, conclui a fabricante. Fonte: Computer World Leia mais...
Uso da TI por indivíduos melhora posição do Brasil em ranking do World Economic Forum

Uso da TI por indivíduos melhora posição do Brasil em ranking do World Economic Forum

Todos os anos, desde 2001, o Fórum Econômico Mundial (World Economic Forum - WEF) publica o seu Relatório Global de Tecnologia de Informação, que mostra o que os países tem feito para se preparar para um futuro digital. A edição de 2016, divulgada nesta quarta-feira, 6/7, mostra uma ligeira melhora do Brasil no ranking dos 139 países analisados. Ocupamos agora a 72ª. Em 2015, éramos a 84ª economia conectada do mundo, entre 142 países participantes do estudo. Nos recuperamos um pouco da queda de 19 posições desde 2012, graças ao uso da TI por indivíduos e empresas. Em todos os outros quesitos, pioramos ou estagnamos. A intenção da pesquisa é saber como o desenvolvimento tecnológico tem impactado e beneficiado as economias nacionais, além do bem-estar das populações. Para isso, são avaliados os principais pontos a serem trabalhados por cada nação para fazer melhor uso das tecnologias de informação e da… Leia mais...
Senado pode vetar a adoção de franquia na banda larga fixa

Senado pode vetar a adoção de franquia na banda larga fixa

Já está pronto para ser votado o Projeto de Lei do Senado (PLS) 174/2016, que veda o limite de consumo de dados nos planos de internet da banda fixa. A proposição não foi votada nesta terça-feira, 5, porque não houve quórum na Comissão de Ciência e Tecnologia. Como tramita em caráter terminativo, seria necessária a presença de nove senadores na sessão. O projeto, de autoria de senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), inclui mais um inciso no artigo 7º do Marco Civil da Internet, proibindo o uso de franquias para o serviço. O relator da matéria, senador Pedro Chaves (PCS-MT), leu seu parecer favorável à aprovação do PLS, salientando que a limitação do uso de dados é um retrocesso. Para ele, a medida, já anunciada pelas operadoras, trará um freio no avanço da inovação, além de prejudicar ações governamentais de inclusão digital, ensino à distância e ao próprio desenvolvimento da economia. "Essa… Leia mais...
Inovação tecnológica é objetivo de 87% das empresas brasileiras

Inovação tecnológica é objetivo de 87% das empresas brasileiras

Há quem diga que a crise é, também, o momento da oportunidade. É o que aponta pesquisa da Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil), que mostra que, nos próximos 12 meses, 87% das empresas brasileiras consideram investir em inovação tecnológica. "Já é sabido que, em época de dificuldade, a automação é muito mais importante do que em períodos de bonança", analisa o presidente da GS1, João Carlos de Oliveira. O executivo aponta a redução de custos por conta da diminuição no número de processos internos como a principal motivação. Por outro lado, as incertezas econômicas afetam o nível do investimento, já que a maioria das empresas, 60%, pretende investir até, no máximo, 3% de seu faturamento em inovação. Apenas 27% devem passar dessa faixa. Os dados são da pesquisa Consumidores e Empresas: tendências e comportamento no mercado nacional, divulgada, nesta quinta-feira, durante a 6ª edição do Congresso Brasil em Código.… Leia mais...
Brasil e Portugal querem avançar em acordo para cooperação em ciência e tecnologia

Brasil e Portugal querem avançar em acordo para cooperação em ciência e tecnologia

Nanotecnologia, física de altas energias, biocombustíveis e parques tecnológicos são algumas das áreas em que Brasil e Portugal querem aprofundar a cooperação bilateral, que completou 30 anos no mês passado. O assunto foi discutido nesta quinta-feira (30/6) pelo secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do MCTIC, Jailson de Andrade, e a ministra-adjunta da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Teresa Tavares, em videoconferência. De acordo com Andrade, o acordo tem proporcionado diversos avanços tecnológicos e científicos. “Hoje, foram destacados vários deles em áreas como observação da terra, oceanos, que, aliás, com o navio Vital de Oliveira, faz com que o Brasil tenha hoje plenas condições de incrementar ainda mais essa cooperação”, comentou. O executivo ressalta também que há interesse mútuo na área de satélites, observação das mudanças do clima, parques tecnológicos, bioenergia. Andrade ressaltou ainda que a vasta experiência do Brasil em bioenergia e biocombustíveis pode… Leia mais...
  •  ProReserve Serviços de Internet Ltda
  •  Rio de Janeiro
    +55 21 2178 2180
  •  São Paulo
    +55 11 2626 7043

Novidades Reserve