Blog

 
Tecnologia: custo ou investimento?

Tecnologia: custo ou investimento?

Em meio a um cenário incerto, com instabilidades no campo político e econômico, é difícil para qualquer um prever o que vai acontecer até o fim deste ano. Muitas empresas têm congelado os investimentos para se proteger e não prejudicar o fluxo de caixa, buscando eficiência operacional para entrar em 2017 com mais segurança. Mas, na contramão desse cenário, é preciso inovar e acompanhar a evolução tecnológica. Como fazer isso? O primeiro passo é analisar a importância da compra de uma tecnologia ou adoção de um conceito para, depois, agir. “Vejo muitas TIs que gastam de forma desnecessária apenas para seguir uma tendência. Por exemplo, decidem adquirir tecnologias caríssimas de Big Data sem, ao menos, entender do que se trata e como deve adotá-la”, ressalta Cezar Taurion, especialista em TI e CEO da Litteris Consulting, do Rio de Janeiro. Segundo ele, o mais importante para estruturar a TI para que… Leia mais...
TI + áreas de negócios: é preciso criar sinergia para conquistar bons resultados

TI + áreas de negócios: é preciso criar sinergia para conquistar bons resultados

Até pouco tempo, a área de TI era um executor: recebia demandas e as cumpria, sempre pensando na quantidade de servidores, storages e outros itens tecnológicos necessários para desenvolver um projeto bem-sucedido. Mas esse perfil, puramente técnico, evoluiu e os profissionais do setor ganharam papel estratégico e começaram a participar ativamente das decisões de negócios. Em muitas empresas, TI ganhou cadeira permanente no board. Pesquisa realizada com os 154 líderes de tecnologia da informação finalistas do prêmio Executivo de TI do Ano de 2014, promovido pela IT Mídia em parceria com a Korn Ferry, comprova a movimentação. Dos executivos, 51,3% afirmaram que se envolvem sempre nas decisões estratégicas de negócios, mostrando crescente parceria com a área. Item, aliás, destacado pelos 54 finalistas em 18 categorias do prêmio que afirmam manter proximidade com as demais unidades da empresa. Essa proximidade, no entanto, não acontece ao acaso. É fruto da importância que… Leia mais...
Metade dos usuários de nuvem compartilha credenciais de acesso

Metade dos usuários de nuvem compartilha credenciais de acesso

Estudo da BSA mostra que parte do problema relaciona-se à falta de orientação e à ausência de políticas formais para uso do serviço A computação em nuvem já comprovou diversos benefícios e tornou-se uma realidade nas empresas. Mas engana-se quem pensa que, apesar de toda evolução verificada nos últimos anos, tudo já está resolvido e perfeito quando o assunto é cloud. Segundo uma pesquisa global recente divulgada pela BSA|Software Alliance, ainda há um desafio grande em termos de gestão e segurança de dados. O levantamento identificou que 58% dos usuários de soluções em nuvem compartilham suas credenciais de acesso. Além disso, um em cada dez respondentes revelou que compartilha essas informações com pessoas de fora do ambiente de trabalho. Dentro deste grupo, 72% indicaram que já fizeram isso mais de uma vez. O estudo da organização mostra que parte do problema do compartilhamento de credenciais relaciona-se à falta de orientação… Leia mais...
Tech-led changes to the corporate travel world need a change in travel policy

Tech-led changes to the corporate travel world need a change in travel policy

Corporate travel agencies are at the sharp end of the changes in travel behaviour as options widen and digital connections deepen. In particular, is how companies – large and small – are having to adapt (or not) their existing travel policies to cater for the apparent new freedoms that employees want when they search, book and even experience a trip. Global corporate agency Egencia asked 6,000 of its travellers in 12 countries about whether they have desire to travel differently and, in response, what they might be experiencing in terms of changes made to their travel policy. One of the top-line findings from the Expedia Inc-owned company’s survey was that only 38% felt that their existing travel policy met their needs. For example, 21% say that their business travel requests are often denied, with travellers in the US and India featuring the highest in the country list at 31% and… Leia mais...
Gastos globais com segurança de IoT devem atingir US$ 348 milhões neste ano

Gastos globais com segurança de IoT devem atingir US$ 348 milhões neste ano

Levantamento do Gartner mostra que, apenas neste ano, os gastos com segurança de IoT chegarão a US$ 348 milhões, representando um avanço de 23,7% em relação a 2015. A consultoria prevê que até 2018 as cifras devam chegar a US$ 547 milhões. Os valores são considerados moderados pelo Gartner, embora sejam importantes, principalmente se for levado em consideração alertas feitos por especialistas em segurança da informação. A maioria diz que muito se discute sobre as facilidades trazidas por IoT e todos modelos de negócio que podem surgir, além do impacto na experiência do cliente, mas pouco ainda se debate sobre como garantir segurança em bilhões de pontos de conexão e troca de dados. Para a consultoria, os valores investidos em segurança para IoT devem acelerar fortemente mesmo a partir de 2020, quando subirão demandas, necessidade de equipes com habilidades especiais, mudanças organizações e serviços personalizados para melhorar a execução. Em… Leia mais...
Democratização da internet móvel já chegou no Brasil?

Democratização da internet móvel já chegou no Brasil?

Atualmente, o Brasil é um dos países com mais dispositivos móveis no mundo. Estamos entre os dez mais em número de smartphones com mais de 168 milhões de aparelhos. Porém, o acesso à internet móvel ainda é muito escasso e não atinge a todos.Nos últimos anos o smartphone superou o número de desktops, passando a ser o aparelho mais usados por crianças e adolescentes para acessar à internet. No segundo semestre de 2015, o CGI (Comitê Gestor da Internet), divulgou uma pesquisa mostrando que mais de 80% dos jovens acessam as redes por smartphones. Ao observarmos esses dados, conseguimos perceber um grande crescimento no acesso, já que em 2013 esse número de jovens era de 53%. Mesmo diante desse aumento, o número de pessoas ainda sem acesso nenhuma à internet é preocupante. No mundo todo, o setor de provimento de serviços de internet desempenha um papel muito importante para o… Leia mais...
Vendas de PCs caem 5,2% no segundo trimestre de 2016

Vendas de PCs caem 5,2% no segundo trimestre de 2016

O mercado de PCs segue em situação complicada. Dados do Gartner apontam queda de 5,2% nas vendas durante o segundo trimestre de 2016. Trata-se da sétima queda seguida nesse tipo de medição. Apesar de números nada animadores, analistas da consultoria afirmam que o mercado já mostra alguns sinais de melhora. No período, foram comercializados 64,3 milhões de PCs. Ao avaliar o mercado de maneira geral, analistas do Gartner sugerem que preços elevados em algumas regiões e a valorização do dólar em relação a algumas moedas têm contribuído para o cenário atual. No caso do preço, o maior impacto é sentido em EMEA, que envolve Europa, Oriente Médio e África, e América Latina. De todas as regiões pesquisadas, apenas América do Norte cresceu. No caso da América Latina, as instabilidades política e econômica prejudicam bastante. A expectativa do Gartner para a região é que as vendas de PCs caiam para menos… Leia mais...
56% das agências tiveram faturamento menor em 2015

56% das agências tiveram faturamento menor em 2015

Dados divulgados pela 12ª edição da Pesquisa Anual de Conjuntura Econômica do Turismo, realizada pelo Ministério do Turismo e pela Fundação Getúlio Vargas no período de janeiro a março deste ano, revelaram que 95% das agências de viagens consultadas consideraram o desempenho da economia brasileira, no ano passado, inferior ao de 2014, enquanto 5% julgaram-no equivalente. Nenhuma das empresas pesquisadas opinou ter tido performance superior. As empresas também informaram ter ocorrido expansão em somente 6% do mercado, inalterabilidade em 5% e retração em 89%. Maior faturamento no mesmo período foi detectado em 10% das agências de viagens, enquanto 34% acusaram estabilidade e 56%, decréscimo, resultando em um saldo de -46%, com variação média de -5%. Dentre as razões que justificam a redução do faturamento, foram mencionados o momento econômico desfavorável, o aumento dos custos operacionais e a redução do número de viagens corporativas. Constatou-se, ainda, aumento de preços para 16%… Leia mais...
Conexão de 100 Gb/s entre Brasil e Estados Unidos é ativada

Conexão de 100 Gb/s entre Brasil e Estados Unidos é ativada

Foram ativadas na última semana duas conexões de 100 Gb/s entre São Paulo e Miami (EUA), que ampliam a saída internacional da rede acadêmica brasileira, a Ipê. Os enlaces, que passam por cabos submarinos nos oceanos Atlântico e Pacífico, são mantidos pelo consórcio Amlight, que gerencia conexões entre Estados Unidos e América Latina para fins de ensino e pesquisa. Segundo o engenheiro de redes Jeronimo Bezerra, da Universidade Internacional da Flórida (FIU, em inglês), que participa do consórcio Amlight, outros seis links com a mesma capacidade entre Miami e a América Latina estão previstos para entrar em produção em 2017. Segundo a FIU, as conexões internacionais de 100 Gb/s estabelecem novos parâmetros em conectividade de alto desempenho nas Américas e possibilita oportunidades de colaboração científica. Uma das iniciativas beneficiadas será o projeto internacional de Astronomia Large Synoptic Survey Telescope (LSST), que conta com a participação de 50 pesquisadores brasileiros. O… Leia mais...
Como companhias aéreas estão abraçando mobilidade?

Como companhias aéreas estão abraçando mobilidade?

A mobilidade está mudando comportamentos e expectativas dos viajantes em todo o mundo, tornando momentos móveis o próximo campo de batalha para as companhias aéreas. Na avaliação de Xiaofeng Wang, analista sênior para o mercado de profissionais B2C da Forrester, ninguém é mais móvel do que um viajante de companhia aérea: desde a compra de um bilhete para gerir a experiência em trânsito e on-board para compartilhar essa experiência, a mobilidade é ponto de contato ativo em todo o ciclo de vida do cliente. “Mas e as companhias aérea, elas dominam todos esses momentos móveis?”, questiona a analista. A resposta é muitas vezes "não", responde. Afinal, ainda há momentos móveis que as companhias aéreas raramente cobrem, como monitoramento da bagagem. Abaixo, você encontra três áreas que ainda precisam ser cobertas pelas companhias aéreas. 1. A maioria das companhias aéreas se concentra em dominar momentos móveis nas fases de comprar e… Leia mais...
  •  ProReserve Serviços de Internet Ltda
  •  Rio de Janeiro
    +55 21 2178 2180
  •  São Paulo
    +55 11 2626 7043

Novidades Reserve