Blog

 

Não há razão para limite de banda larga, dizem especialistas

Após o tema ter relativamente se arrefecido, a polêmica de implantação de franquia de internet em banda larga fixa voltou a ganhar destaque nesta semana com a publicação do relatório da Ouvidoria da Anatel, que condenou a atuação da agência no caso. A prática foi também assunto de debate nesta sexta-feira, 19, na sede do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), envolvendo especialistas de áreas técnica e jurídica para abordar o assunto. O argumento apresentado é que não haveria justificativas técnicas para operadoras estabelecerem o limite dos dados, enquanto há no Marco Civil e na legislação de proteção ao consumidor pontos que proibiriam a prática. "Tecnicamente, não há uma justificativa para que exista franquia de dados, os argumentos se baseiam muito em falácia, usando desconhecimento técnico das pessoas para tentar enfiar isso de alguma forma goela abaixo para a gente para que aceitem", afirma a engenheira de computação e doutoranda… Leia mais...
Computador ou celular: qual tem mais segurança

Computador ou celular: qual tem mais segurança

Esta coluna já afirmou algumas vezes que é melhor realizar certas atividades - operações bancárias, por exemplo - no celular. Há diferenças na operação e funcionamento dos sistemas de celular e computadores, o que traz diversas vantagens (e algumas desvantagens) para a segurança. Qual sistema, então, é mais fácil de "hackear"? Essa comparação não é nada justa: o computador e o celular são usados em situações diferentes, para finalidades diferentes. Não é muito prático que um computador adote as mesmas medidas de segurança que existem nos celulares. Além disso, as ferramentas de segurança que existem para computadores são muito mais completas, o que dá mais visibilidade para tudo que acontece com o sistema. Por isso, celulares, embora sejam mais difíceis de atacar, são também uma grande dor de cabeça para as empresas. Em outras palavras, o computador faz muito mais que o celular e, por regra, quanto mais funções algo… Leia mais...
O que os Millennials esperam do atendimento ao cliente

O que os Millennials esperam do atendimento ao cliente

Esses 80 milhões de jovens, que já ultrapassaram a geração Boomers em maior número demográfico no mercado, em breve irão tomar a frente do poder de compra A forma como as empresas tem conduzido o serviço de atendimento ao cliente não está alinhada ao que os Millennials, ou geração Y, entendem como ideal para se comunicar e resolver problemas. Isso não é uma boa notícia para as empresas, uma vez que os comportamentos e expectativas dos Millennials têm impactado também às outras gerações de consumidores. Esses 80 milhões de jovens, que já ultrapassaram a geração Boomers em maior número demográfico no mercado, em breve irão tomar a frente do poder de compra. Como Christopher Hunsberger, VP Global de Produtos e Inovação do Hotel e Resort Four Seasons coloca, "o comportamento e expectativas do grupo Millennial tendem a moldar o pensamento do resto de nós." A reclamação mais comum com relação… Leia mais...
Impacto das tecnologias disruptivas na economia global será de US$ 33 trilhõesImpacto das tecnologias disruptivas na economia global será de US$ 33 trilhões

Impacto das tecnologias disruptivas na economia global será de US$ 33 trilhõesImpacto das tecnologias disruptivas na economia global será de US$ 33 trilhões

Em poucos anos, a internet móvel deve adicionar US$ 11 trilhões à economia mundial. Em conjunto, as principais tecnologias disruptivas têm potencial para aumentar os fluxos econômicos globais em US$ 33 trilhões até 2025. Os dados são da Mckinsey. O desfile incessante de novas tecnologias está se desenrolando em muitas frentes, lembra a consultoria. A lista de "próximas grandes coisas" cresce cada vez mais. Nem todas tecnologias emergentes irão alterar a paisagem social ou de negócios, mas algumas têm real potencial de perturbar o status quo, alterar a forma como as pessoas vivem e trabalham, e reorganizar a percepção de valor. Segundo estudo recente da Mckinsey, doze tecnologias, incluindo os veículos autônomos, genética e robótica avançadas, têm o potencial para remodelar verdadeiramente o mundo em que vivemos e trabalhamos. Líderes de governo e de negócios não só devem procurar saber mais sobre elas, como se preparar adequadamente para os impactos… Leia mais...
O compliance e a ética no Brasil de crise econômica e Operação Lava Jato

O compliance e a ética no Brasil de crise econômica e Operação Lava Jato

Em um contexto de agravamento da crise econômica e de demanda permanente por ética com os mais de dois anos de Operação Lava Jato, a implementação de um código de conduta e de processos internos tem se mostrado cada vez mais como uma obrigatoriedade do que uma opção às empresas. A conjuntura econômica e política em pauta no País está relativizando cada vez mais a premissa de que é mais caro criar controles para evitar fraudes e má gestão do que conviver com elas ou incorporá-las a custos não planilhados. Conjunto de políticas e diretrizes estabelecidas por uma empresa para seu negócio, o compliance pode eventualmente não entrar no radar de empresas familiares ou com menor exigência legal, mas é a seiva das grandes empresas e das corporações com papéis no mercado aberto, definindo o que é - e o que não é - aceito pelas organizações. Sob as adequações… Leia mais...
Empresas possuem 20 vezes mais aplicações cloud do que imaginam

Empresas possuem 20 vezes mais aplicações cloud do que imaginam

  Estudo da Blue Coat identificou que as companhias usam, uma média, de 841 aplicações em nuvem. A nuvem se expande de forma intensa. O estudo Shadow Data Threat Report, da Blue Coat, identificou que as empresas usam uma média de 841 aplicações em cloud computing, cerca de 20 vezes mais do que previam inicialmente. O relatório revela certa falta de controle da TI sobre os recursos tecnológicos consumidos em um modelo “as a Service”. De acordo com a provedora, a análise de 15 mil sistemas e 108 milhões de documentos indica que funcionários das empresas seguem baixando ferramentas e compartilhando dados sem obedecer às políticas de segurança. A pesquisa aponta, por exemplo, que 23% das informaçõs estratégicas são compartilhadas em ambiente cloud e 98% das aplicações não seguem os padrões de conformidade da General Data Protection Regulation (GDPR). Nessa edição do relatório, referente ao primeiro semestre de 2016, a… Leia mais...
Infraestrutura de conectividade será legado da Olimpíada, diz secretário.

Infraestrutura de conectividade será legado da Olimpíada, diz secretário.

'Acesso à internet, datacenters, toda uma rede que será deixada', disse. Evento no Casa Rio reuniu empresários e autoridades para discutir tecnologia. O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do estado do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca, declarou em entrevista ao G1, na manhã desta quinta-feira (11), que o principal legado da Olimpíada no setor será infraestrutura de conectividade. Tutuca esteve no evento Casa Rio Negócios, no Boulevard Olímpico, Região Portuária da cidade, que discutiu as soluções soluções tecnológicas para os desafios de desenvolvimento e gestão urbana.“O principal legado é de infraestrutura de conectividade. (...) Acesso à internet, datacenters, acesso não só público, mas também que vá melhorar a gestão interna do governo tanto do estado quanto do município. Acesso à internet em escolas, hospitais e postos de saúde. Então, toda uma rede que vai ser deixada como legado que a Cisco está oferecendo para o poder público poder aproveitar… Leia mais...
Número de conexões IoT já supera as de smartphones nos Estados Unidos

Número de conexões IoT já supera as de smartphones nos Estados Unidos

Chetan Sharma Consulting estima 1,4 milhão de carros conectados entre abril e junho, contra 1,2 milhão de telefones. Caso alguém ainda tenha alguma dúvida sobre o fato de a Internet das Coisas já ser uma realidade, aqui vai um argumento consistente para fazê-lo mudar de ideia: pela primeira vez, as operadoras dos Estados Unidos computaram que o número de conexões IoT superou as de smartphones. Segundo estatísticas compiladas pela Chetan Sharma Consulting, que consideram o segundo trimestre do ano, a quantidade de veículos conectados às redes celulares norte-americanas foi maior que o número de conexões de outros aparelhos. A consultoria estima que as telcos dos Estados Unidos conectaram cerca de 1,4 milhão de veículos a suas infraestruturas nos últimos três meses. A título de comparação, foram 1,2 milhão de telefones e menos de 900 mil tablets conectados no mesmo período. É importante salientar que as vendas de telefones entre abril… Leia mais...
Esta é a 1ª olimpíada que o Brasil acompanha mais pelo celular

Esta é a 1ª olimpíada que o Brasil acompanha mais pelo celular

  Acompanhar os Jogos Olímpicos de Londres em 2012 conectado pelo celular foi uma raridade no Brasil, mas a realidade nos Jogos do Rio de Janeiro é outra. Seis em cada dez brasileiros que acessam a internet usam o smartphone para navegar, segundo dados do Estudo Geral de Meios, realizado pela empresa de pesquisa Ipsos. O índice (62%) cresceu quase sete vezes desde a Olimpíada de 2012, quando apenas 8% dos brasileiros acima de 13 anos navegavam na internet pelo dispositivo móvel. Hoje, a maioria dos brasileiros acessa a internet pelo celular. "As Olimpíadas já estão presentes na internet há mais de uma década, mas podemos afirmar que essa é a Olimpíada do mobile", afirma Diego Pagura, diretor de negócios da Ipsos. Os mais jovens são os que mais usam o mobile para acessar conteúdos na internet. Nove em cada dez entrevistados entre 18 e 24 anos optam por essa… Leia mais...
Número de internautas chineses ultrapassa a marca dos 700 milhões

Número de internautas chineses ultrapassa a marca dos 700 milhões

O número de chineses conectados à internet ultrapassou os 700 milhões em junho, revelou hoje o China Internet Network Information Center (CNNIC), numa época em que a economia online assume-se como um novo motor de crescimento econômico no país. A população online da China aumentou 3,1%, desde o final de 2015, para 710 milhões (mais que o dobro há apenas cinco anos), 92,5% dos quais acessam a rede através de smartphones, segundo o organismo regulador do setor. Aquela cifra representa mais da metade da população total da China - 1,375 bilhões -, país onde vive cerca de 18% da humanidade, ou mais 200 milhões do que a população total da União Europeia. Redes sociais e ferramentas online como Facebook, Twitter, Google, Youtube e Dropbox estão banidas na China, mas o comércio eletrônico tem-se revelado vital na transição para um modelo econômico assente no consumo. O Governo está promovendo um projeto… Leia mais...
  •  ProReserve Serviços de Internet Ltda
  •  Rio de Janeiro
    +55 21 2178 2180
  •  São Paulo
    +55 11 2626 7043

Novidades Reserve